terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

O Brasil definitivamente não é um país sério IV



Eduardo Cunha continua zombando da nossa cara

No seu discurso na abertura dos trabalhos do Poder Judiciário, o procurador-geral da república, Rodrigo Janot ignorou o presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha, que está sendo investigado pela Operação Lava Jato, foi denunciado pelo PGR ao Supremo tribunal Federal (STF) e está sendo processado pelo Conselho de Ética da casa que preside.

O deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ) poderia ter evitado esse constrangimento, se tivesse mandado o seu vice para representa-lo nesse evento, mas, Cunha continua desafiando e constrangendo o país e as suas autoridades.

Eduardo Cunha parece ser um político muito poderoso, porque ele desafia todas as autoridades brasileiras de maneira agressiva, como quem se sente confiante no seu enorme poder, um poder que começa na Câmara Federal, onde dispõe de uma ‘tropa de choque’ que é capaz de matar ou morrer pelo seu líder.

O ainda senador Delcídio do Amaral (PT-MS), por muito menos e sem humilhar as nossas autoridades foi preso e continua preso e Eduardo Cunha continua livre, solto e constrangendo o país. Podbre Brasil!
Postar um comentário