sábado, 6 de fevereiro de 2016

"Pra não dizer que não falei das flores"


Teresina é o pior lugar para o cadeirante morar, visto que, esta cidade convive com calçadas irregulares, estreitas e com outros obstáculos, como o meu leitor poderá constatar através das fotografias que aparecem no corpo desta matéria.

Além desses problemas citados acima, Teresina padece da falta de um eficiente serviço de limpeza urbana. É que esse tipo de serviço que nos é ofertado, além de precário, ainda sofre pela má educação do teresinense que não evoluiu nesse aspecto. O teresinense, observando às honrosas exceções é do tipo que ainda joga lixo nas ruas pela janela do carro e retira o lixo do seu quintal e joga no quintal do vizinho.

O atual prefeito de Teresina só se preocupa em impermeabilizar a cidade com camada asfáltica, o que aparente melhora o aspecto visual, mas em contrapartida, faz aumentar o calor de uma cidade extremamente quente. É que o asfalto é um grande acumulador de calor.  

A prefeitura de Teresina não segue seu código de postura.    


Carros estacionados sobre a calçada

Lixo, matagal e passagem impedida para cadeirante

Rua com degraus
 
Aqui o paisagista resolveu impedir a passagem de pedestres e cadeirantes
Rua esburacada e irregular
Aqui o cadeirante não conseguirá passar
Postar um comentário