terça-feira, 24 de maio de 2016

O golpe ficou evidenciado



A situação do governo Temer é no presente momento, indefensável.

Circula no Facebook, uma charge onde aparece a ministra do STF, Rosa Weber dispensando a presidenta Dilma Rousseff de prestar esclarecimento a Suprema Corte sobre a denúncia do golpe que ela e o seu partido vem denunciando dentro e fora do país. É que a gravação do diálogo entre o ex-senador Sergio Machado e o ex-ministro do Planejamento Romero Jucá, confirma a existência do golpe tramado contra o governo do Partido dos Trabalhadores (PT), pelo PMDB e os seus aliados.   

A propósito, a gravação desse ‘diálogo indecente e perturbador’ entabulado entre Jucá e Sergio Machado, além da intenção de implodir o governo Temer, teve o intento de comprometer o Supremo Tribunal Federal (STF) ao citar o nome do ministro Teori Zavascki e outros ministros que não foram nominados.  

Hoje, até os adversários mais empedernidos da presidenta Dilma Rousseff, admitem que o que levou o PMDB a comandar o processo do seu impedimento, foi colocar no governo alguém com disposição e vontade para delimitar as ações da Operação Lava-Jato, como fica bastante evidente nessa gravação. Só que o tiro dos peemedebistas saiu pela culatra e depois dessa presepada de Jucá, a imprensa já fala abertamente sobre o breve governo Temer.
Postar um comentário