sexta-feira, 3 de junho de 2016

A poesia segundo Luís Augusto Cassas



A reabertura do círculo

os opostos
sobretudo
os irreconciliáveis

os totens
sobretudo
os enterrados

os horizontes
sobretudo
os não descortinados

os paradoxos
sobretudo
os inimagináveis

os mitos
sobretudo
os indecifráveis

os caminhos
sobretudo
os não trilhados

os círculos

sobretudo
os fechados

Luís Augusto Cassas nasceu e mora em São Luís do Maranhão desde 2 de março de 1953. Publicou muitos livros de poesia, sempre bem recebidos pela crítica.

Postar um comentário