domingo, 23 de outubro de 2016

No nosso caminho tem uma grande parede



Essa enorme parede insuperável é feita de tempo passado, presente e futuro.  

Paro diante dessa parede e sinto-me incapaz de tentar transpô-la, porque enorme e muita alta para ser vencida por um homem que se sente acabrunhado, fraco e sem ânimo para encarar esse imenso desafio.

Não sou covarde, reconheço, sou inteligente o suficiente para saber das minhas limitações e ponderar sobre se vale à pena tanto sacrifício para nada. É que depois dessa parede gigante existe o nada, o vazio e o desconhecido.

Hoje, depois de já ter vivido tanto tempo e me sendo limitado pelo meu corpo físico que definha a olhos vistos, não me sinto bem e confortável refletindo e fazer planos para o futuro. É que para mim o futuro é agora, neste momento e já.

O que me reserva o futuro? Não é preciso ser vidente para saber que o futuro me reserva precariedade e a inevitabilidade da morte.

Por Joachim Arouche
Postar um comentário