sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

O Papa Francisco radicalizou



É melhor ser ateu do que um católico hipócrita”, diz o Papa Francisco

A grande virtude do Papa Francisco é ser honesto, o que a maioria dos papas que o antecederam, nunca foram.

A hipocrisia é a marca registrada daqueles que se confessam cristãos, porque os seus atos não são coerentes com aquilo que ensina a Bíblia, o livro sagrado dos cristãos. Um livro que nos ensina a praticar e vivenciar o amor, mas, poucos são os católicos que vivem conforme os ensinamentos bíblicos.

O que se vê muito presente no comportamento daqueles que se dizem religiosos é falsidade, dissimulação e egoísmo. Nunca o amor incondicional, o amor ágape. O amor que nos ensina a parábola do Bom Samaritano.

A grande virtude do ateu, talvez seja a honestidade, porque ele não finge acreditar num ser sobrenatural, numa divindade, cuja história não se sustenta, uma vez que não há comprovação cientifica da sua existência e os fatos históricos relacionados a existência do Deus dos cristãos não são verossímeis.
Postar um comentário