terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

O Piauí tem o município que mais consome água mineral


São Raimundo Nonato (PI). O município de São Raimundo Nonato, localizado no estado do Piauí, talvez seja o município brasileiro que mais consome água mineral, não por ser esse município, o mais rico município brasileiro, mas porque o sanraimundense não confia na qualidade da água fornecida pela empresa Água e Esgoto do Piauí (AGESPISA), uma vez que a água consumida pela população deste município piauiense é captada numa barragem que desde que foi inaugurada nunca sangrou, o que não permite que a água da Barragem Petrônio Portela seja renovada. 

Em conversa mantida com um morador de um bairro periférico deste município eu fui surpreendido pela informação dada por João Sebastião Raimundo Brizeno (nome fictício), que a guisa de gozação ou por divergência política me disse que no seu município os ricos e a classe média tomam banho com água mineral. Para mim essa informação soou fantasiosa e exagerada e sai a campo para conferir. Essa informação não foi confirmada, porque ao consultar outros membros da comunidade sanraimundense sobre a veracidade dessa informação eles negaram.
Mas, o que é quase uma unanimidade nesse município é que a água da barragem Petrônio Portela não serve para o consumo humano, haja vista, o odor que dela exala quando a água fica armazenada por um espaço de mais de dois dias.   

Em conversa sigilosa mantida com um funcionário do Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (DNOCS), além do problema da qualidade da água da barragem Petrônio, barragem da Onça, para os sanraimundenses, essa barragem apresenta outros sérios problemas, como por exemplo, fissuras na sua estrutura que poderá a qualquer momento.

A propósito: até os pobres em São Raimundo Nonato estão fazendo um enorme sacrifício para comprar água mineral para beber e cozinhar os seus alimentos, o que convenhamos é um sacrifício adicional para quem sobrevive às duras penas.

Siga o blog Dom Severino no Twitter, no Facebook e no PortalAz
Postar um comentário