quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

O Brasil não pode competir com a China e os tigres asiáticos

O Brasil não pode competir com a China e os tigres asiáticos. A não ser que o Governo Brasileiro resolva sacrificar ainda mais o nosso trabalhador para que torne este país competitivo.  

Crescimento da economia braseira esbarra na enxurrada de produtos Made In China e a Made In Tigres Asiáticos. Países onde os trabalhadores são mal remunerados com relação ao Brasil, mas bem qualificados.

Os países asiáticos liderados pela China produzem a milhares de quilômetros do Brasil e mesmo assim, os seus produtos são mais competitivos que os nossos, pois além dos salários serem extremamente baixos nesses países, as empresas trabalham com encargos sociais inexistentes.

A perda de competitividade das nossas industriais reside ai. Não se trata de baixa qualificação do trabalhador brasileiro, mas de uma competição desigual, onde os trabalhadores brasileiros competem com trabalhadores que trabalham num regime de escravidão.

Os baixos salários e condições piores superam a competitividade

Continua sendo verdade que, por causa da sua baixa produtividade, países como Bangladesh não podem competir com países avançados, a não ser que paguem muito menos a seus trabalhadores e ofereçam condições de trabalho muito piores. A indústria de confecção bengali tem de consistir no que chamaríamos de oficinas de trabalho escravo, ou simplesmente não existiriam. E Bangladesh precisa das confecções: é basicamente a única coisa que mantém sua economia na superfície. 

Joachim Arouche

Siga o blog Dom Severino no Twitter, no Facebook e no PortalAz
Postar um comentário