terça-feira, 10 de março de 2015

Oeiras: Um município modelo

“Modelo é tudo aquilo que atrai olhares de admiração e serve como referência e é imitado e copiado pelos espíritos mais evoluídos”. (Tomazia Arouche)

Há muitos anos residindo entre os estados do Piauí e Maranhão eu tive a oportunidade de conhecer muitas cidades nesses dois estados e confesso que entre todas elas, a cidade que mais me impressionou pela sua arquitetura, higiene, saneamento básico e organização do transito, foi Oeiras.

Oeiras é uma bela cidade,  pela sua excelente localização (entre morros), pelo seu passado que se mantém conservado e principalmente pelo elevado nível cultural do povo que habita a primeira capital do estado do Piauí. O que é possível se verificar logo nos primeiros contatos que fazemos com os oeirenses.

As imagens que fiz desse lugar encantador, falam por si só, por isso deixo as palavras de lado, que por mais que expressem as boas impressões que guardo desse lugar impar, não dizem tudo sobre as sensações agradáveis que experimentei ao percorrer o centro histórico de Oeiras.

 As imagens dessa cidade piauiense que conserva o maior sítio histórico do estado do Piauí e que impregnaram todos os meus sentidos e que ilustram este texto farão o leitor deste blog, melhor compreender o que senti e o que vivi ao visitar a terra do escritor O. G do Rego e do grupo musical Bandolins de Oeiras.   

 O colorido das casas da cidade Oeiras é intenso, diverso e de extremo bom gosto. A combinação de cores é quase perfeita.

Em TemPo:


O que me chamou muito a atenção em Oeiras no aspecto administrativo, foi a forte presença de jovens historiadores na administração pública municipal. O próprio prefeito é um jovem de postura muito discreta, por sinal, muito bem avaliado pelos seus conterrâneos. 

Siga o blog Dom Severino no Twitter, no Facebook e no PortalAz 
Postar um comentário