domingo, 18 de outubro de 2015

Cúpula do PT apostou todas suas fichas no fim do governo Dilma


Os petistas 'graduados' já não alimentam nenhuma esperança quanto ao futuro do governo Dilma Rousseff  

Há momentos na vida que nós temos quer fazer escolhas. A cúpula do Partido dos Trabalhadores (PT), consciente dessa realidade e diante das crises política e econômica que ameaçam o futuro do governo Dilma Rousseff, optou por perder os anéis e ficar com os dedos, ou seja, sacrificar o seu governo e tentar salvar o seu partido. Isso explica a posição do comando nacional petista em detonar o ministro da Fazenda Joaquim Levy que defende o ajuste fiscal como a única saída para livrar o país de uma tragédia iminente.

O ex-presidente da república Luiz Inácio Lula da Silva, que comanda uma conspiração contra Joaquim Levy, ganhou um aliado: o presidente do PT, o jornalista Ruy Falcão que defende mudanças nos rumos da economia e a saída de Joaquim Levy, se ele não concordar em fazer alterações na economia.

Só o PT acha que a saída para a crise econômica não passa pelo ajuste fiscal. O que contraria as confederações das indústrias, dos bancos e a maioria dos economistas.

Siga no  Twitter, no Facebook e no Portalaz ao blog Dom Severino
Postar um comentário