segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Deputado itinerante propõe pacto



Um profissional da política. Um administrador de empresa que nunca administrou um carro de cachorro quente

“Esse pacto é necessário, isso não significa uma capitulação, mas um ato consciente no sentido de buscar uma solução. Todo mundo reclama do Congresso, que é bastante vulnerável e também precisar dar uma solução de ordenamento da vida do brasileiro”. (deputado Atila Lira, agora PSB).

O deputado federal Atila Freitas Lira (PSB-PI) (um campeão em troca de partidos) começou a sua vida pública no MDB, hoje PMDB e depois foi para a Aliança Libertadora Nacional (ARENA: um partido criado pelos militares), para em seguida ingressar no PDS (também criado pelos militares), indo em seguida para o PFL, PSDB, PTB-B e atualmente está hospedado no PSB. Desnecessário dizer que se trata de um político oportunista e carreirista. Feito essa introdução, vamos agora ao que realmente interessa - que é a sua proposta para a criação de Pacto Político que possa resolver o impasse entre governo e oposição.

Um impasse que criou um 'fosso' muito grande separando governo e  oposição, o que está dividindo e travado o país. Um país onde ninguém se entende, até mesmo em questões que antes eram consensuais, porque interessam ao governo presente e pretérito.

O ano de 2016 já está comprometido e tudo leva a crer que será mais um ano perdido, porque qualquer que seja o desfecho do atual quadro político, o país vai permanecer paralisado por pelo menos seis meses, porque ninguém quer ceder.  

Esse pacto proposto pelo deputado itinerante Atila Lira já foi proposto à exaustão aqui por este blogueiro, mas todos fazem ouvidos de mercadores e o país continua caminhando celeremente para o abismo. Se o país cair nesse abismo para aonde nós estamos caminhando ninguém se salvará.

por Fagundes Varella Emetério
Postar um comentário