terça-feira, 5 de janeiro de 2016

GRAÇA AMORIM merece um novo destino




A vereadora Graça Amorim (PTB), a mais votada de Teresina na última eleição, não tem mais como continuar no Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), uma ‘seita’ no estado do Piauí, controlada pelo ex-senador João Vicente Claudino e o senador Elmano Férrer (PTB-PI).

A chance dessa vereadora que é uma das maiores lideranças políticas da capital piauiense, alçar voos mais altos reside na criação do Partido da Mulher Brasileira (PMB) no estado do Piauí. Um partido novo e que deve ser assumido pelas mulheres, haja vista, ser o partido das mulheres como bem diz o seu nome.

A vereadora Graça Amorim tem potencial para ocupar cargos mais importantes e relevantes na política piauiense, porque tem luz própria e para conquistar um novo mandato não depende de esquema. Isso já ficou mais de que provado.

O PTB depende mais da vereadora Graça Amorim do que o contrário. Sem Graça Amorim e com um senador que não tem luz própria e que só se elegeu, graças ao apoio dos senadores à época: Wellington Dias, Ciro Nogueira e João Vicente Claudino, o partido da filha do mensaleiro Roberto Jefferson estará condenado ao desaparecimento no Piauí.
Postar um comentário