sexta-feira, 3 de junho de 2016

Quadrilha que assaltou a Petrobras é suprapartidária



"A Petrobras foi vítima de uma quadrilha organizada para obter os mais escusos, antiéticos e criminosos objetivos", (Pedro Parente é o novo da empresa estatal Petrobras)

A delação premiada do ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró que acaba de ser tornada pública, coloca o PSDB dentro do escândalo da Petrobras, conhecido como Petrolão, com a revelação de que o filho do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, supostamente participou desse esquema criminoso.

Nestor Cerveró que é um dos delatores da Operação Lava Jato, disse no seu depoimento, que fechou a contratação de uma empresa ligada ao filho do ex-presidente, Paulo Henrique Cardoso, por orientação do então presidente da estatal Phillipe Reichstul.

O presidente da Petrobras, Pedro Parente, um ex-ministro de FHC tem razão quando afirma que a Petrobras foi vítima de uma quadrilha sofisticada. Ele só esqueceu de dizer que essa quadrilha é suprapartidária, porque desse esquema de roubo dessa empresa estatal brasileira, participaram os maiores e mais importantes partidos brasileiros.

A propósito: o documentário sobre a vida do jornalista Paulo Francis (foto), sugere que a morte desse importante jornalista brasileiro, deu-se em consequência da denúncia feita por esse homem de imprensa, contra a direção da Petrobras. Em 1996, o jornalista Paulo Francis denunciou a existência de corrupção na Petrobras. Na ocasião, não houve investigação. Pelo contrário: Paulo Francis foi alvo de um processo milionário e acabou morrendo no ano seguinte, vítima de um infarto.
Postar um comentário