segunda-feira, 24 de outubro de 2016

O PTB piauiense encolheu e virou um partido nanico

O PTB piauiense encolheu e virou um partido nanico e ficou menor do que o PTC em Teresina

O fraco desempenho do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) nas eleições municipais de 2016 no estado do Piauí, foi tão decepcionante que acabou mergulhando esse partido numa crise que poderá fazê-lo desaparecer em muitos municípios e a perder parlamentares.

A provável saída do deputado federal licenciado Fábio Abreu do PTB pregará mais um prego no caixão de um partido que sob o comando da família Claudino cresceu muito neste estado ao ponto de eleger dois senadores e a lançar candidato ao governo do estado em 2010.

O PTB atravessa uma situação muita crítica. Na eleição de 2012, o PTB elegeu Graça Amorim, Carlos Filho, Antônio Aguiar, e Paulo Roberto da Iluminação. Em 2016, o PTB não elegeu um vereador sequer em Teresina.

A desastrosa candidatura do jornalista Amadeu Campos, foi uma tentativa desesperada dos seus inventores para salvar um partido que já vinha se arrastando. A derrota de Amadeu Campos e Décio Solano foi a gota d`água.
Postar um comentário