sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Êxodo massivo no Departamento de Estado dos EUA



Quatro altos responsáveis encarregados da gestão do Departamento de Estado norte-americano renunciaram ao cargo no rescaldo da chegada ao poder de Donald Trump, aumentando o vazio na liderança da diplomacia dos Estados Unidos.

Os secretários de Estado adjuntos Patrick Kennedy, Joyce Anne Barr e Michele Bond e o diretor da oficina de Missões Estrangeiras, Gentry Smith, demitiram-se ainda mesmo antes do Senado confirmar Rex Tillerson, o controverso ex-patrão da Exxon-Mobile, considerado próximo de Vladimir Putin.

O jornal Washington Post fala num “êxodo massivo” no Departamento de Estado devido à chegada de Trump.
Mas o porta-voz da instituição, Mark Toner, garante que as remodelações são normais com qualquer mudança de administração.


A propósito:

O presidente dos EUA, Donald Trump no seu discurso de posse ameaçou os muçulmanos e nos seus primeiros dias de governo decretou guerra conta o México, por muitas décadas o maior parceiro comercial da América. Com essa sua ameaça direta e explícita aos muçulmanos, os norte-americanos correm risco de vida em qualquer lugar do planeta. Já o México também deverá anunciar algumas retaliações contra o seu vizinho. Trump que desde sua candidatura já vinha ameaçando a China poderá sofrer não ser bem sucedido na sua agressão contra a segunda maior economia do mundo e a maior detentora de títulos dos EUA.        

Postar um comentário