terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Primeira grande baixa do governo de Donald Trump




 Marcha das Mulheres nos EUA contra o governo de Donald Trump

Por Francisco Marques

Donald Trump não perdoou Sally Yates e decidiu despedir a Procuradora-Geral (que no Brasil corresponde ao cargo de ministro da Justiça). Para o lugar, e até à confirmação do procurador nomeado Jeff Sessions, o Presidente dos Estados Unidos chamou Dana Boente, o até aqui procurador federal para o distrito leste do Estado da Virgínia, de 62 anos.

Sally Yates, 56, questionou a legalidade da controversa proibição de entrada de imigrantes muçulmanos no país decretada por Donald Trump e pediu aos advogados do Ministério Público para não defenderem a ordem executiva. O Presidente aproveitou a alegada traição para substituir a procuradora de transição herdada de Barack Obama.

“A procuradora-geral interina, Sally Yates, traiu o Departamento de Justiça ao recusar fazer cumprir uma ordem legal para proteger os cidadãos dos Estados Unidos. O Presidente Trump dispensou Yates das suas funções”, indica o comunicado da Casa Branca. Com Euronews

A propósito, são muitas as reações contra o governo do destrambelhado Donald Trump que pretende governar os EUA como o reality show de negócios o Aprendiz, originalmente apresentado por ele. As mulheres estão desempenhando um importante papel nessa luta contra a arrogância, a prepotência, o racismo, o machismo e o sexismo inaugurado pelo 45º presidente norte-americano.

Postar um comentário