segunda-feira, 10 de abril de 2017

João Doria: O imaturo



O trocador e o seu algoz. João Doria que quer acabar com o emprego de trocador na cidade São Paulo e com isso aumentar o desemprego.

Para 43% dos paulistanos, a gestão é ótima ou boa; para 20%, é ruim ou péssima. Dizem que ele fez menos do que esperavam 47% — entre os pobres, 61%

O que o atual prefeito da cidade de São Paulo João Doria, realizou nos seus 100 primeiros de governo, foi investir em marketing. Se vestiu de gari e de posse de uma vassoura, atraiu a atenção da mídia. De uma mídia que é sempre subserviente, porque, para existir depende da propaganda institucional. 

João Doria é uma pessoa tão pretensiosa, que mesmo antes de completar 100 dias de governo, já vinha se apresentando como um virtual candidato à presidência da república, no que deve ter sido desaconselhado, porque nas últimas horas, ele passou a dizer que não será candidato em 2018.

Essa avaliação positiva dos seus primeiros três meses é fruto de um intenso trabalho de marketing político, patrocinado por alguém que revela ser uma pessoa imatura em matéria de política profissional ao insinuar-se que desejava disputar a sucessão presidencial, o que afrontou cardeais do PSDB, como o governador Geraldo Alckmin e o senador Aécio Neves (PSDB-MG).
Postar um comentário