terça-feira, 8 de agosto de 2017

“Calmaria só na superfície”

Esta imagem do presidente Temer não reflete calma

O presidente da república Michel Temer, embora muito fragilizado e o seu governo amargando o maior índice de desaprovação popular desde que começaram a serem feitas pesquisas sobre a avaliação dos nossos governantes, tenta passar para o povo brasileiro - um clima de normalidade que o país inteiro sabe que não existe.

Com o país convivendo com o maior índice de desemprego já registrado na nossa história recente, com uma inflação que vem caindo de maneira preocupante, porque se aproxima da desinflação e desinflação representa uma queda significativa na atividade produtiva e no consumo, tudo nos leva a crer que o clima reinante no país é pessimismo e até de desespero.

As crises econômica, moral, ética, de segurança e institucional, não nos permite sequer pensar que nós vivemos num país onde se respira tranquilidade e o povo é feliz. 
O povo brasileiro diante de um quadro de incertezas e insegurança com relação ao seu futuro, haja vista, o recrudescimento das crises apontadas no parágrafo anterior a este, não consegue se deixar enganar pelo falso otimismo do governo Temer.

Para perceber a dimensão das crises nas quais este país está engolfado, basta observar o estado de calamidade pública em que se encontra um dos mais importantes estados brasileiros: o Rio de Janeiro, que vive sob a permanente ameaça de intervenção federal.

As Forças Armadas (Exército, Marinha e Aeronáutica) foram mobilizadas pelo presidente Michel Temer para tentar acabar com o estado de guerra civil que existe na cidade do Rio de Janeiro.
Postar um comentário