quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Aparelhamento do estado brasileiro garante Dilma

Aparelhamento significa por em estado de funcionar ou servir. Pois é exatamente isso que os sucessivos governos do Partido dos Trabalhadores (PT) fizeram com o movimento sindical, estudantil e o movimento dos trabalhadores rurais sem terra.

E como se dá esse aparelhamento? Através de polpudos recursos que o governo federal destina a esses movimentos, o que permite às suas lideranças viverem muito bem, ou melhor: nababescamente.

Quem nos últimos 12 anos ouviu falar de greve geral, de protestos contra o governo liderado pelas centrais sindicais, União Nacional dos Estudantes (UNE), União Brasileira de Estudantes Secundaristas (UBES) e pelo MST? Eu particularmente nunca ouvi falar. A propósito: as manifestações de maio de 2013 que abalaram o país foram todas espontâneas, sem um comando central e sem contar com lideranças de nenhum desses três movimentos.

O impeachment de Fernando Collor de Mello em 1992 foi provocado pelos movimentos sociais organizados que tomaram conta das ruas do país.   

O escândalo que expulsou Fernando Collor de Mello do poder se comparado aos escândalos do Mensalão e Petrolão é como se o escândalo que derrubou Collor de Mello fosse provocado por um roubo de galinha e os escândalos do PT a um assalto à agência central Banco Brasil. Como o assalto espetacular da agência do Banco Central de Fortaleza.

Siga o blog Dom Severino no Twitter, no Facebook e no PortalAz 
Postar um comentário