quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

O ex-todo poderoso Cunha está derretendo



A imagem do medo


“Os líderes da oposição preferiram se abster de posar para fotos ao lado de Cunha no STF, um personagem cada vez mais tóxico”. (Josias de Souza)

O presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) marcou uma entrevista com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, para esta quarta-feira. Caso ocorra essa entrevista, Cunha não será acompanhado dos líderes da oposição que se negaram a seguí-lo, dado o desgaste da imagem do presidente de uma das casas do Congresso nacional.

Por falta de quórum, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) no dia de ontem adiou a análise do recurso de Eduardo Cunha para anular a autorização do Conselho de Ética da Câmara Federal, para prosseguimento do processo que pede a cassação desse parlamentar fluminense. É que apenas 13 deputados compareceram à sessão, o que representa uma derrota para Cunha.  

Cunha, que na volta do recesso parlamentar, poderá ser afastado da presidência da Câmara Federal.
Postar um comentário