quinta-feira, 9 de junho de 2016

O PT, quem diria, acabou se aliançando com Waldir Maranhão

O poder sem pudor
Fiquei pasmo no dia de ontem (8/6) ao ver e ouvir deputados do Partido dos Trabalhadores (PT) saírem em defesa do presidente em exercício da Câmara Federal, o deputado federal Waldir Maranhão (PP-MA), um amigo e pupilo de Eduardo Cunha.

O deputado federal Henrique Fontana (PT-RS) chegou a dizer que Waldir Maranhão está sendo usado como Boi de Piranha, pelo Palácio do Planalto. Quanto a isso existe controvérsias. É que o Palácio do Planalto está se sentido muito confortável com à presidência de Waldir Maranhão, uma vez que todos os projetos de interesse do governo Temer estão sendo aprovados com folga.

Defender o deputado federal Waldir Maranhão, soa até certo ponto ridículo, face a biografia nada edificante e dignificante desse parlamentar maranhense - que fez um papelão ao anular o processo de impedimento da presidenta Dilma Rousseff e depois voltar atrás.

Esse posicionamento do PT de solidariedade para com Waldir Maranhão, só se justifica pelo voto desse deputado do Partido Progressista (PP), contra o impeachment da presidenta Dilma Rousseff, contrariando uma determinação da cúpula do seu partido.  

O PT, quem diria, acabou chafurdando na mesma lama que engolfa os partidos tradicionais.
Postar um comentário