sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

O Rio farreou e o resto do país vai pagar os custos



O estado do Rio de Janeiro que sempre sedia os maiores eventos nacionais, foi o estado mais beneficiado pelos governos do Partido dos Trabalhadores (PT), como o Pan, as Olímpiadas, jogos da Copa do Mundo e a Jornada da Juventude. Todos esses eventos para serem realizados, contaram com grandes investimentos do governo federal, enquanto a região Nordeste passava a pão e água. E o nordestino, um povo pouco esclarecido, não sua eterna ignorância ainda batia palmas para o governo.

O caso dos royalties do petróleo merece um capítulo à parte, porque quando da mudança das regras para a distribuição dessa riqueza com todo o país, os cariocas fizeram showmícios para unir os cariocas numa luta contra a distribuição dos royalties do petróleo extraído depois do limite do mar territorial das 200 milhas. O que significa dizer que esse petróleo extraído no Pré-Sal sequer é extraído em território brasileiro, o que joga por terra a argumentação dos cariocas que tentavam justificar a destinação dos royalties do petróleo só para o estado do Rio de Janeiro, como uma compensação pelos danos ambientais causados pela extração desse minério em águas fluminenses. Uma deslavada mentira.

Agora, com a falência do estado maravilhoso do Rio de Janeiro, todo o resto do país é chamado a colaborar com a recuperação econômica de um estado que foi dilapidado pela máfia, segundo os procuradores da Operação Lava Jato, o juiz Marcelo Bretas e pela Policia Federal, chefiada pelo ex-governador Sérgio Cabral Filho. Isso é uma tremenda de uma sacanagem para com o resto do país.
Postar um comentário