terça-feira, 31 de janeiro de 2017

O tombo duplo de Eike Batista



Planta da Parnaíba Gás Natural

A história recente do Brasil não registra nenhuma história de um empresário que tenha construído uma fortuna colossal em tão curto espaço de tempo, como Eike Batista. E na mesma velocidade como Eike cresceu nos negócios, ele derreteu.

E para completar o seu inferno astral, esse mineiro que chegou a ser considerado o 7º homem mais rico do mundo e o mais rico do Brasil, após ver o seu império ruir, acaba de ser preso pela Policia Federal e recolhido a uma cela comum do presídio Ary Franco na cidade do Rio de Janeiro.

Primeiro a glória e depois a derrota. Dois momentos vividos por um empresário que sob os governos Lula e Dilma era tido como o Midas brasileiro, porque tudo que tocava virava dinheiro.

O mundo de Eike Batista começou a ruir, segundo o jornal O Imparcial do estado do Maranhão, com a deterioração das empresas desse investidor em solo maranhense. A nona fronteira do gás no Maranhão anunciada com muito estardalhaço pela MPX de Eike Batista pelo visto nunca existiu. Pelo menos no tamanho anunciado.
Postar um comentário